Search Here 
Português Inglês
Sala de Imprensa
Indicadores de Atividade do 4.º trimestre de 2011

Concessão de crédito cai 20,5% em 2011

Lisboa, 21 de março de 2012  – O crédito concedido em 2011 caiu 20,5%, quando comparado com o ano anterior, cifrando-se nos 4.420 milhões de euros, segundo a ASFAC – Associação de Instituições de Crédito Especializado. No quarto trimestre do ano, a descida foi de 37,2% face ao período homólogo.

A quebra verificada nos últimos três meses do ano deve-se à diminuição de todos os tipos de crédito, tendo-se destacado o crédito stock, que representa 43,7% do total de crédito e que diminuiu 46,9%, e que tem vindo a descer desde o início do ano. Também o crédito clássico a particulares caiu 25,6% neste trimestre e 20,8% no total do ano. O Crédito Revolving, apesar de registar taxas negativas de crescimento, apresenta-se como o tipo de crédito mais resiliente, cifrando reduções de 7% no quarto trimestre e 3,2% no total do ano.

Analisando em particular o crédito clássico, a aquisição de meios de transporte continua a liderar o destino deste tipo de crédito, com um peso de 70,7% do total do crédito concedido. Segue-se o crédito lar, com um peso de 16,9% no total de crédito clássico e o crédito pessoal, com uma percentagem de 10,3%. No entanto, em todos os tipos de crédito se verificou uma diminuição face ao período homólogo, tendo o crédito para a aquisição de meios de transporte decrescido cerca de 40% no quarto trimestre (22,5% em todo o ano), o crédito lar 32% (20.5% nos quatro trimestres) e o crédito pessoal 19% nos últimos três meses do ano (já no total dos 12 meses, o crédito pessoal registou uma ligeira subida de 1,7%).

No quarto trimestre de 2011 celebraram-se 116 216 contratos (456 216 em 2011) de Crédito Clássico, dos quais 113.922 com particulares, o que representa 97,5% do total de contratos celebrados. Em média, estes contratos situaram-se nos 3.239 euros, o que significa menos 16% face ao período homólogo.

Segundo António Menezes Rodrigues, presidente da ASFAC, “estes valores refletem a atual conjuntura económica e financeira que o país atravessa e a responsabilidade dos portugueses no recurso ao crédito. Apesar de acreditarmos que a confiança dos portugueses vai ser restabelecida à medida que as metas de equilíbrio orçamental vão sendo atingidas, prevemos uma diminuição da concessão de crédito durante o ano de 2012 face ao ano passado. Ainda assim, é expectável que o crédito automóvel para a aquisição de viaturas usadas se mantenha face a 2011”. 




 

 Para fazer o download deste documento, clique aqui (PDF, 180Kb)

 


Voltar / Back



Acessibilidade
Site suportado por Site Dinâmico
ASFAC © 2006 - Todos os Direitos Reservados